Em modo avião – minha coluna na Glamour de julho

Rimowa do bolsinho de fora – tento ao máximo viajar só com mala de mão, e essa é muito espaçosa e prática! O bolsinho externo facilita muito a vida, para tirar laptop e nécessaire de líquidos na hora do raio x sem precisar abrir a mala toda.

Nécessaire de líquidos – mesmo quando despacho mala levo comigo alguns produtos essenciais para o vôo, e para não ter problema caso a mala não chegue. Tudo com menos de 100ml numa bolsinha transparente, como manda a regra: desodorante, perfume, água termal, algum serum de ácido hialurônico para re-hidratar – no momento estou amando o Mineral 89 da Vichy -, um mini Sensibio Bioderma, Ginger Flight Therapy da Aesop, que é uma aromaterapia para o vôo, e creme de mão – obcecada pelo La Crème Main da Chanel, é surreal. Também levo alguma sheet mask, dessas individuais, para colocar depois que apagam a luz (não quero assustar os amiguinhos). O ar do avião é muito ruim para a pele, então faço o que posso para mantê-la feliz. AH e Bepantol, a pomada mesmo, que é o que salva meus lábios na secura do vôo! Esse é fundamental na foto kkkk

Máscara de dormir Nidra – a Olivia da Dominique me deu essa máscara e, sem exageros, ela mudou minha vida. Parece um “sutiã” então tapa 100%, mas sem apertar, você consegue abrir os olhos e está tudo escuro… Muito muito boa para dormir no avião!!!

Legging + moletom de capuz + tênis – amo me arrumar, mas na minha cabeça aeroporto e avião não são o momento para isso, priorizo total o conforto e a praticidade, tipo uniforme mesmo. Para voos longos vou de legging (com meia de compressão por baixo), camiseta confortável e moletom de capuz, gosto de me sentir num casulo no avião! Tênis, fácil de por e tirar no raio X e também no vôo, e levo uma meia gostosa para usar durante. Sempre tenho comigo algum “pano”, aqueles cachecóis mais largos da Zara que parecem um cobertor, porque ninguém merece passar frio no avião – e é SEMPRE frio!

Chinelinho – se o vôo é longo eu coloco na mala de mão um chinelinho desses de hotel, para não sujar a meia confortável quando for ao banheiro. Parece frescura (e é!!), mas são detalhes que tornam a experiência mais agradável

Algum fone ninja – o meu é da escandinava Sudio Regent, mas estou namorando os Ear Pods da Apple também. Ouvir música no avião é fundamental para mim, faz parte do processo casulo, aproveito muito esse momento para relaxar, desconectar, trabalhar, e o casulo ajuda muito

Playlist no Spotify – tem que lembrar de baixar sua playlist favorita para conseguir ouvir off-line durante o vôo. Eu amo ouvir rock, jazz, música clássica (Mozart é demais para escrever) ou um compilado de músicas favoritas de varias épocas da vida que tenho numa playlist “avião”. Vale a pena montar uma!

Laptop + revistas + celular com carregador – o avião para mim é um dos melhores lugares para trabalhar, sem distrações da vida e do celular. Eu rendo que é uma beleza, e me recuso a ligar o Wi-Fi se ele estiver disponível. Então estou sempre com meu laptop (para escrever) e com meu celular carregado (para adiantar e-mails ou ler artigos que salvei no app Pocket, que falei sobre algumas colunas atrás). Também amo esse momento para colocar em dia a leitura das revistas.

Garrafona de água – antes de embarcar eu compro a maior garrafa de água que encontrar no aeroporto, é fundamental hidratar bem durante o vôo e não dá para depender daquele copinho mini que eles dão no avião né!