TV Beauté: dicas para comprar vintage

Amo amo comprar vintage, ir a brechós e frequentar feirinhas – caçar peças incríveis e únicas, e muitas vezes por preços super amigos, é uma das minhas atividades favoritas (sem falar que é super eco-friendly dar nova vida a peças de roupas que já pertenceram a alguém). Recebo muitos pedidos de dicas de gente querendo se aventurar nesse universo que é tão especial, mas pode ser também um pouco desafiador. Pois continuando a série de vídeos Além da Beauté “Dicas para comprar…”, aqui está o prometido vídeo do vintage!

Coloquei abaixo minha “cola”, o rascunho de ideias que faço antes de gravar alguns vídeos, para quem tiver preguiça de assistir (rs!), e se você perdeu os outros dois da série, aqui estão: Dicas para comprar fast fashion e Dicas para comprar luxury.

O vestido que estou usando foi um super achado do ano 1900 no brechó Street Doing em Firenze – aqui tem post com alguns dos meus brechós favoritos pelo mundo!

Dicas para comprar Vintage:

. Esteja no clima: é muito de feeling, tem dias que não acho nada e dias que acho tudo. Não dá para forçar, o vintage é um amor mesmo, e prefiro ir com o coração aberto para o que vier, em vez de ir com algo concreto em mente

. Pratique: para mim, fazer compras em geral é um exercício e um “talento” que podemos sempre melhorar, autoconhecimento de saber nosso corpo e nosso guarda roupa e nossos gostos etc, e isso vale ainda mais no vintage. Quanto mais você entrar em brechós e optar por comprar vintage em vez de coisas normais, mais habilidade você vai adquirir

. Aprenda o que você gosta de comprar vintage: eu por exemplo amo vestidos de noite, vestidos de verão, camisas e bijoux. São sempre as primeiras coisas que olho, para já sacar se estou num bom dia para brechó e se me conectei com a vibe do lugar. Mas de novo, é um processo muito mais emocional que racional, às vezes você se apaixona BUM por uma coisa que não imaginava!

. Lembre-se que só tem um, então se você amou muito é bom levar. Mas não compre no impulso, SEMPRE experimente, visualize se precisa algum ajuste (super ok e normal fazer ajustes em vintage) e pense em como aquela peça vai se encaixar no seu guarda roupa antes de decidir

. Entenda os diferentes tipos de brechó: tem os enormes lotados de coisa que exigem mega disposição para caçar tesouros e costumam ter preço bem amigo – nesses a satisfação de encontrar algo é enorme! No extremo oposto, tem brechós super “finos”, só com coisas de marca, um ambiente mais organizado. Se você quer algo de grife, esses são as melhores pedidas. Tem também os que levam o fator vintage super a sério, onde todas as peças vêm com a década, são itens mais especiais, mesmo que não sejam de marca

. Acredite no online: se você já conhece seu corpo e suas medidas, se jogue sem medo nos brechós virtuais / 1st Dibs / Ebay etc. Tem muuuita coisa boa na internet se você procurar bem!