Bares e pubs em Londres: meus favoritos

Assim como acontece com os restaurantes (post aqui), é praticamente impossível fazer uma lista fixa de bares e pubs favoritos em Londres, já que tem sempre tanta coisa nova acontecendo. MAS, é fato que tenho meus queridinhos, que continuo frequentando e gostando mesmo depois de quase seis anos morando na cidade. E que recomendo sempre que me pedem dicas! 

Vocês podem imaginar que o mesmo fenômeno dos restaurantes também acomete os bares: nenhuma cidade no mundo é tão plural quando Londres, com opções que podem ir do master ultra chique / posh (nível dá para ir de roupa de gala e ninguém vai achar estranho) ao hiper hipster descolado “podrinho”. Via de regra, o bairro onde fica o estabelecimento dita o estilo, e é bom levar isso em consideração na hora de pensar na vibe do programa que você quer fazer (e também em qual roupa usar) — vejam nesse post aqui um roteiro básico explicando um pouco dos bairros.

Vou dividir a lista entre bares e pubs, porque são dois universos completamente diferentes. Nos bares temos um foco maior em coquetéis, tem vários bares incríveis em hotéis, e também para ouvir música. Já os pubs são algo tão particular e absolutamente inglês que é até difícil explicar, mas diria que tem uma pegada mais casual, mais “vamos encontrar a qualquer hora por qualquer motivo e tomar um pint”, uma versão inglesa do boteco, se tiver que definir!

A lista não está em ordem de favoritos, é randômico!

BARES

. Scarfes: Bar do Rosewood Hotel, tem um jazz ao vivo ótimo em alguns dias da semana e ótimos drinks. Eu adoro esse hotel, que é bem poderoso, mas fica numa região um pouco diferente da maioria dos hotéis mais posh de Londres, em Holborn.

. Ronnie Scott’s: A grande instituição de Londres para ouvir jazz ao vivo, é mais como uma mini casa de show do que um bar propriamente dito, e to-do mundo que importa já tocou aqui, de Ella Fitzgerald a Chet Baker. Sempre tem shows ótimos, e como é um ambiente intimista a experiência é demais. Depois do show principal (que sempre esgota super rápido), eles fazem um Late Show que é mais fácil de conseguir entrar de última hora e sempre tem novos talentos. Fica no coração do Soho, bairro onde a animação é sempre garantida.

. Chiltern Firehouse: Já falei dele no post de hotéis em Londres e restaurantes eternos favoritos, e não poderia deixar de incluir nesse post também, porque é um dos melhores bares da cidade, com só um probleminha: é chatíssimo de entrar. Mas vale tentar, é lindo demais, a música é ótima e é um dos lugares mais exclusivos da cidade, onde as celebridades amam ir.

. Bar do The Lanesborough Hotel: Chiquérrimo, formal e mais quieto, perfeito para tomar um drink antes de um jantar mais arrumado. Daqueles lugares com bastante história, com direito a uma porta que só é aberta para a Rainha. Coisas de Londres!

. Donovan: Para quem aprecia a arte da coquetelaria, é parada obrigatória, sempre ganha prêmios de melhor bar de Londres. 

. Dukes Bar: Se você é fã de James Bond, tem que incluir esse bar na lista. Era frequentado por Ian Flemming, o “pai” do 007, e foi de onde ele tirou o apreço de Bond por Martini. 

. Meraki: Aberto há alguns meses, faz o estilo pequenino e meio secreto, inclusive com umas caverninhas ótimas para sentar com um grupo maior — dá até para colocar sua própria música. Tem ótimos drinks, mas eu confesso amo mesmo é a cerveja grega que eles têm lá! Se estiver com fome vale pedir petiscos direto do restaurante grego que fica em cima e é ótimo.

. Mr Foggs: Tem algumas unidades pela cidade — em Mayfair, no Soho, em Fitzrovia… — cada um com um tema diferente e decoração super legal, bem vibes Londres, mas com senso de humor. Os drinks são bem famosos, mas alguns tem vibe mais pub e alguns mais bar.

. Mews of Mayfair: É um cantinho bem fofo e escondido em Mayfair com vários bares e restaurantes simpáticos.

. Bares dos hotéis Hoxton: Tem o Hoxton de Shoreditch e o de Holborn, ambos super descolados, ficam bem animadinhos!

. Mare Street Market: relativamente novo, esse lugar em East London é tipo um mini mercado com alguns restaurantes diferentes, mas pega mesmo para drinks e fica super animado. Total “descolândia” e muito bonitinho também.  

. Ham Yard: Parte da rede Firmdale, conhecida pela decoração super caprichada e charmosa de seus hotéis, o Ham Yard fica numa ruazinha escondida no Soho e tem um bar bem animadinho e agradável (e lindo!). Também é uma boa pedida para chá da tarde.

. ECC: Sigla de Experimental Cocktail Club, é um bar estilo speakeasy em Chinatown, no Soho, daqueles que você mal encontra a entrada. Mas vale procurar bem, porque os drinks são ótimos e o ambiente é bem legal.

. Franks Cafe: Bar com cara de biergarten que só abre no verão, fica no último andar de um estacionamento convertido em bar em Brixton, o novo point hipster de Londres. Ao ar livre, vista incrível da cidade, fica um puro agito descolado.

. Duck & Waffle e Sushi Samba na City: Falando em vista, estou sentindo falta de mais lugares com vista aqui nessa lista. Confesso que faz bastante tempo que não vou nesses dois, que são restaurante e bar e ficam no mesmo prédio na City, mas para ver Londres de cima são uma boa opção.

. Sky Garden e Oblyx no The Shard: Outros dois com vista incrível, mas que não vou há bastante tempo para saber se ainda são legais.

PUBS

Para falar a verdade, os pubs não são tão diferentes entre si, o que mais muda é a vibe do bairro onde ele está e consequentemente as pessoas que frequentam. Alguns são mais animados, outros mais quietos, alguns são mais turísticos (normalmente os das ruas grandes ou perto de estações de metro), alguns mais locais (nas ruas menos fora do caminho).

Tem tanto pub em Londres que minha dica é na verdade entrar no que chamar sua atenção, no que estiver no seu caminho, e explorar vários diferentes fazendo um bom pub crawl. O melhor pub, no fim das contas, é o seu local, ou o que você sabe que vai acabar encontrando amigos ou conhecidos. Ou, claro, o que tem sua cerveja favorita! 

Dito isso, aqui alguns que gosto muito e acabo indo com frequência, ou nem tanta, por não serem tão perto de casa, mas que adoro mesmo assim!

. The Grenadier: Super histórico, fica atrás de Buckigham Palace, é pequenino e bem charmoso, mas mais do tipo calmo.  

. The Phene: escondidinho numa rua em Chelsea, é bem local e tem um terraço mara para dias de sol.

. The Orange: fica em uma pracinha charmosa em Belgravia, área bem fofa para passear.

. Pub in the Park: Esse já é bem diferente do resto, porque fica literalmente dentro do parque London Fields, então bomba no verão com um terraço bem grande. Mas dentro tem cara de pub, várias cevejas e etc.

. The Albion: Conheci em uma press trip da Jo Malone em Londres e amei. Fica em Islington, em East London, que não é tão perto para mim, mas é super vibes. E também ótimo no inverno — alguns pubs são bem mais legais no verão, mas esse é versátil.

. The Holy Bush: uma pérola em Hampstead, outro bairro que eu amo de paixão e não é tão conhecido pelos turistas. Parece que você está numa cidadezinha de interior!

. The Engineer: Fica em Primrose Hill, perto de Hampstead, e um dos melhores lugares para ver o pôr do sol na cidade. Vale passar lá antes ou depois desse programa.

. The Westbourne: Fica em Notting Hill e tem uma área externa bem boa, bomba no verão.

. The Windsor Castle: Existem alguns pubs com esse nome em Londres, mas gosto desse em Notting Hill porque tem um jardim meio secreto no fundo, ótimo no verão, mas a parte de dentro também é gostosa e aconchegante no inverno.

. The Duke’s Head: Fica em Putney, bairro no Sul de Londres, bem na beira do rio Tâmisa, uma delícia para dias de verão e sol.

. The Founder’s Arms: Outro que fica perto do rio, mas coladinho no museu Tate Modern. É um passeio bem legal fazer o museu, as redondezas (Borough Market, Bermondsey, mais nesse post aqui), e terminar nesse pub para ver o fim de tarde.  

The Roebuck: Pub super simpático em Hampstead, decoração linda bem com cara de Inglaterra / pub, mas parece bem novinho.